Fotoelétrico

Os sistemas sensores retrorrefletivos requerem o uso de um refletor ou fita refletiva em separado que é montado(a) de forma atravessada a partir do sensor. O refletor é projetado para retornar a luz ao sensor.

Em um sistema retrorrefletivo, a quantidade de luz que retorna ao sensor fotoelétrico depende do tamanho, da área, do alvo retrorrefletivo e o quanto o alvo é eficiente como refletor. Geralmente, quanto maior o tamanho do alvo, maior a quantidade de luz que será retornada ao sensor.

O tipo de material do alvo é importante porque ele determina a eficiência do refletor. Os sistemas de esferas de vidro de lente esférica focam a luz na superfície traseira da esfera, onde ela é refletida em direção da fonte de luz. Um sistema prismático de canto de cubo reflete a luz de cada faceta do prisma e de volta na direção da fonte de luz. O refletor prismático de canto de cubo é três vezes mais eficiente do que o refletor de esferas de vidro.

Note também que os refletores prismáticos de canto de cubo podem trabalhar em sistemas polarizados de controle fotoelétrico.

A ORAFOL oferece materiais retrorrefletivos microprismáticos de alto desempenho que fornecem excelente desempenho em sistemas de controle fotoelétrico. Nossos materiais de alvo retrorrefletivo são fabricados para incluir 47.000 prismas refletivos por polegada quadrada. O produto resultante com um forro adesivo de sensibilidade à pressão fornece um alvo forte, elástico e inquebrável. Esses materiais oferecem soluções fáceis e eficientes em relação ao custo para necessidades especiais de tamanho e forma. Nossos alvos também funcionam eficientemente em uma ampla gama de comprimentos de onda infravermelhos e visíveis.